Não fora para os Sãos


Há 2000 mil anos , um acontecimento extraordinário, de suma importância, marcou a humanidade, e dividiu a linha do tempo com o antes e o depois.

Falo aos sem esperança, ao caídos e tombados pela a desilusão da  vida, aos fracassados por suas escolhas errôneas, aos desistentes e injustiçados, aos que massacrados pela a dor da derrota, se entregaram ao destino de punição eterna. E perdera a voz da razão.

É isso mesmo, talvez você deu aquela mordida na maçã, e trouxe o pecado, a dúvida para a sua carne, para os que envenenou a sua alma de engano, e enveredou por caminhos sem voltar, e pensa em descer aos atos profanos, julgando não tem mais jeito para tal condição. Para você que já jogou a toalha e acha que não tem mais jeito, perdeu o respeito dos amigos e familiares,

E viu os seu planos indo embora sem dizer adeus.

Muitas são as mãos que te apontam, muitos são os dedos que te acusam, poucas são as mãos amigas e amorosas que recolhe dos cacos, dos pedaços que sobrou.

Quando te sentires cercado, ilhado por arames farpados, e por cima de ti houver uma arredoma de vidro, e debaixo dos teus pés não tiver um túnel por onde possas fugir, e pensares que chegou o fim, não se dê por vencido, porquê?

Porque, há uma mão que cujo o universo mede à palmos e as águas dos oceanos nas conchas delas, e estão sempre estendidas para salvar e resgatar. Mãos que gotejam um puro sangue de sacrifício de um cordeiro imaculado, estas mãos, substituídas pelo o Deus Filho, nunca, nunca, mas nunca te abandonaram…

No plano amoroso de um criador supremo fostes formados, e quando o primeiro homem que seria para ser perfeito caiu na tentação, o criador de nossas histórias arquitetou um plano de redenção, naquele momento não havia sangue remidor, e nem restituição do paraíso, mas para o futuro reservou a graça, o direito de tentar, de recomeçar e de corrigir o caminho.

Quando os que te rodeiam te abandonarem e disserem coisas horríveis a teu respeito, olhe para a sombra da cruz.

O mundo poderá censurar a tua escolha, e até mesmo te julgar por tentar dinovo, mas não poderá apagar da história, o antes e o depois. Só provarão da graça, quem dela necessitar.

Em retalhos deixaram os seus sonhos, e alegria reduzida à tristeza e desencanto. Os espinhos forram o teu caminho, e as altas paredes tampam a tua visão. Fostes para ti que tal ato sangrento fora realizado.

Essa bondade não fora formada para os são e os bons, mas para os que foram excluídos pelos os seus erros e enlaçados pelo o engano de suas escolhas. Para os que seguiram, os seus corações –  e hoje, encontra em pedaços, e com a alma aflita de dor.

Haverá sempre a Cruz do perdão, à tua espera, haverá a chance de recomeçar de novo…

A cruz que venceu o orgulho, a prepotência e a soberba dos grandes.

Essa bondade se estenderá à todas as gerações, e será lembrada século após século.

Elizaete Ribeiro

Sobre Elizaete

Elizaete Ribeiro. Poetisa e Contista. Nasceu na cidade de Açailândia - Maranhão, em 14 de abril de 1979. Residente em São Paulo, Capital desde 2002. Acadêmica do Curso de Letras e Estudante de Piano Erudito com introdução ao popular. É uma das autoras do livro "Meninas Super Poéticas". Publicou nas Antologias de Poemas: Ecos da Alma e O Segredo da Crisálida (Editora Andross); na 5ª Antologia de Poemas Lembranças ao Vento e I Seletiva - Amor à Poesia, Elemento Terra, Cenas Cotidianas, Palavras que falam e palavras que calam, À Deriva, Dois Corações e uma só batida, pela Editora Beco dos Poetas & Escritores); organizadora da antologia de Contos e Crônicas "Do Princípio ao Fim". Publicações Internacionais: Antologia WAF 2011 (Editora Corpos, Porto - Portugal) e A Sombra do Coração (livro solo), também pela Editora Corpos, Porto - Portugal. Contato com a autora: elizaeterib@hotmail.com
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s